Rails Summit: resumo do primeiro dia

13 de outubro de 2009 ~ Tags:

Esse é um rascunho do que foi abordado no primeiro dia do Rails Summit.

Chad Fowler: Insurgência Ruby on Rails

  • Stop doing things you know are wrong!
  • A primeira Rubyconf aconteceu em 2001 com 34 pessoas.
  • Nenhum dos participantes ganhava $ com Ruby.
  • 5 dos 34 participantes escreveram o Agile Manifesto.
  • “The survival rate for startups is way less than 50%. So if you’re running a startup, you had betted be doing something old. If not, you’re in Trouble”
  • Implante uma nova tecnologia gradativamente.
  • Don’t do (.Net | Java | C++ | C | Perl l PHP) in Ruby: a razão de trocar de tecnologia é fazer as coisas diferentes!
  • Linguagens de computador são como namoradas: a nova é melhor porque você é melhor.

Gregg Pollack: Na Vanguarda da Performance em Rails

Gregg Pollack, o cara dos screencasts do RailsEnvy, falou sobre performance. Primeiramente ele trouxe em 60 segundos algumas coisinhas para otimizar apps.

  • Usar Yslow
  • Cache: Page Caching, Action Caching, Fragment Caching, Object Caching
  • Avoid Cache expiration
  • Use memcached
  • Use background process
  • Client-side caching: etags & last-modified
  • Don’t pre-optimize: 99% of the time you’ll need 0%
  • Don’t abuse your database

Trouxe também um monte de plugins interessantes. Alguns deles:

  • Bullet: verifica queries e dá dicas de otimização
  • Rails_index: mostra onde falta índice nas tabelas
  • Scrooge: otimiza queries

A apresentação dele tem o mesmo estilo dos seus screencasts. Links da apresentação.

Carlos Brando: Yet Another Ruby Framework – Como o Rails funciona por dentro

Carlos Brando trouxe sua experiência sobre aplicações sociais.

  • OpenSocial: xml + js (eu já sabia)
  • Rails não foi feito para construir coisas para o OpenSocial

Carlos prometeu falar mais do funcionamento do Rails em seu blog. Slides de sua apresentação.

Ilya Grigorik: Ruby em tempo real para Web em tempo real

Essa palestra foi concomitante a palestra do Carlos e não assisti. Slides da apresentação.

José Valim: Geradores de código com Thor

José Valim falou dos novos generators do Rails 3. A necessidade de reescrevê-lo deu-se ao fato do código duplicado existe caso você alterasse algumas coisas padrões (tests, erb). O resultado disso tudo é o Thor.

Thor = Rake + Sake + Rubigen + Rails template

Slides da apresentação

David Chelimsky: RSpec e Cucumber: Além do Básico

David é líder do projeto RSpec. Sua palestra, naturalmente sobre o assunto, apresentou algumas técnicas do TDD.

Fabio Akita: Agile, além do Caos

A palestra do Akita trouxe pensamentos aleatórios sobre agilidade. Entre várias falas, Akita quebrou o paradigma do “time que está ganhando não se mexe”. Isso é uma falácia porque com o tempo há deterionamento do time.
Foi uma palestra altamente conceitual, uma verdadeira viagem envolvendo psicologia. Algumas mensagens dos seus slides:

  • Não interessa os comos. Me interessa os porques.
  • Sucesso não vem de um plano. Vem da adaptabilidade ao ambiente.
  • Quebre as regras!
  • Agilidade é importante. Mas não é o último passo

Além do Caos – Pensamentos Aleatórios sobre Agilidade from Locaweb on Vimeo.


Matt Aimonetti: O futuro do Ruby & Rails

A última palestra do dia foi do francês Matt Aimonetti. Matt é um dos programadores que estão trabalhando no Rails 3. Algumas mudanças:

  • HTML 5 e Javascript não-obstrusivo: uma única interface para você utilizar a biblioteca que quiser (Prototype, jQuery, YUI)
  • Active Record continua padrão, mas existirá no Rails uma API comum para que você possa usar qualquer ORM (Active Record, Data Mapper)
  • Otimização Interna: Rails 3 está entre 2 e 3x mais rápido do que a versão anterior em benchmark do Matt, entretanto outros benchmarks mostram resultados ainda melhores.
  • Slides da apresentação do Matt

Desconferência & Hora extra

melô do teste automatizado

  • IMPORTANTE: A morena opensource está de novo no evento e há fotos novinhas dela no Github
  • O pessoal do Guru SP apareceu e falou de seus projetos, como o Coding Dojo.
  • A desconferência teve a participação do pessoal do Rio Grande do Norte que organizou o Oxente Rails. Eles falaram sobre ‘como não fazer um evento’.
  • O pessoal do Rio também falou da sua experiência em organizar eventos e pessoas. Segundo eles, o foco está nas pessoas. Eles parecem ser um grupo bem organizado, onde até as esposas se reúnem!
  • O Rafael Lima apresentou sobre aplicações e empreendimento. Entre várias coisas interessante, ele disse que o desenvolvedor esquece de que ele também precisa conhecer de negócios para manter sua aplicação no ar.
  • O Daniel Lopes apresentou seu problema quanto as finanças de sua empresa e sua solução: uma aplicação de gerenciamento financeiro que está para vir.
  • O @lfcipriani apresentou seu case de aplicação: Maratona de Basquete. Trata-se de uma maratona de basquete cujo placar eletrônico é uma aplicação com um mega esquema de arquitetura envolvendo Rails, jQuery, XMPP, bots Ruby e tudo mais. Sua apresentação
  • O Alexandre Gomes falou sobre o manifesto 2.0 que representa uma nova escola de pensamento de Tecnologia da Informação que vem transformando a industria de desenvolvilmento de software.
  • O George apresentou o Devise, plugin para autenticação
  • Por último, o Daniel Cukier cantou duas músicas: Melô dos Testes e o Samba do Akita. *excelente*
  • Além disso, rolou um #horaextra no Bar Brahma do Clube de Aviação, com umas 100 pessoas. Hora de tomar um chopp gelado e encontrar pessoas do mundo online.

Etc.

3 comentários

  • Álan Crístoffer
    Mozilla 1.9.1.3 Ubuntu Linux

    Não entendi o q vc quis dizer com “Don’t do (.Net|Java|C++|C|PerllPHP) in Ruby”… Está se referindo a estender o Ruby?
    Pq se for eu discordo plenamente, tem hora q vc tem q estender ou entao vai levar horas pra fazer os calculos… (image handling is a example ;) )

  • http://leonardofaria.net Leonardo
    Safari 531.9 Mac OS X 10.5.8

    alan,
    ele quis dizer para resolver as coisas usando o ruby way, e não fazer a implementação como em outras linguagens.

  • http://blog.icarovinicius.com.br icarovts
    Mozilla Firefox 3.5.3 Windows Vista

    Alan, o que o CHAD FOWLER quis dizer foi simplismente para não cometerem os vícios trazidos de outras linguagens em Ruby…

Últimos textos do blog

Tagcloud

abraweb acadêmico actionscript ajax apache apple arteccom asp autosimulado backup benchmark beta bh blogosfera bookmarklet bookmarklets brasil browser censura chrome chucknorris cms codestacker concurso crítica css dashboard deployment desenvolvimento design dicas divinópolis dotmac download dreamhost economia editor empreendedorismo empreendorismo encontro estatísticas extreme programming feedburner firefox fireworks flash flickr ftp game git globo gmail golive google greasemonkey guerrilha hack host howto htaccess html humor ie inss internet banking iphone ipod is® javascript jquery layout leopard linux listas live locomotive mac meme microsoft miguxês minasonrails mod_rails mp3 msn mysql off tropic opensocial opera orkut oscommerce parser passenger pc personalidade pesquisa php plugin plugins pog portfolio produtividade publicidade rails raspberry refurbished regex resenha review ria rss ruby rádio safari sandbox screencast screensaver script.aculo.us seo shoutcast silverlight software spam startup stevejobs subversion suporte swf switch são paulo teste textmate trabalho tumblelog tumblr tutorial twitter ui uml usabilidade validação viral wallop web2.0 webalizer webdesign webdevelopment webkit webmail webmobile webobjects webstandards windows wordpress xml yahoo youtube

Veja todos os textos →