DIY: Rastreamento veicular

Todo dia ouvimos histórias de roubos, que estão cada vez mais violentos. Com toda essa bandidagem solta, resolvi procurar uma forma de rastreamento veicular. Uma amiga sugeriu a empresa e-novate, mas acabei encontrando uma solução de baixo custo, que me motivou a escrever esse post.

Rastreador

Uma busca no MercadoLivre nos trás dezenas de modelos. Comprei por cerca de R$150 um rastreador (TK-102B), que além de informar a localização do carro ou moto, permite ouvir o que está se passando no local. Se você quiser investir mais, pode optar por modelos que até cortam o combustível e ignição do carro.

Somente depois de receber o rastreador que percebi que ele também está a venda na DealExtreme. Comprar lá é mais barato, mas a entrega está demorando muito.

Chip

O rastreador precisa de um chip para poder enviar mensagens. Optei por comprar um chip pré-pago da Vivo. Em Minas Gerais o sinal da operadora é bem razoável e você pode fazer via Paypal recargas mensais a partir de R$5,00.

A operadora tem aplicativos para iOS e Android e por eles você pode acompanhar a validade dos seus créditos. É necessário uma recarga a cada 30 dias, senão não será possível enviar mensagens.

Conclusão

Usar um rastreador pode ser uma forma barata de proteger seu carro ou moto. Por hora estou rastreando meu carro apenas por brincadeira. Assim como seguros e planos de saúde, espero que seja uma dessas despesas gastas para não se usar :)

 

Leonardo

Registros de Leonardo Faria sobre desenvolvimento web