Spotlight no Safari

O Spotlight, para quem não conhece o Mac OS é um sistema de busca muito eficiente que vai mostrando os resultados da consulta conforme as palavras são digitadas. Algo bem parecido com o Google Suggest. Bem o software que falo nesse post ativa esse recurso de “live search” no Safari. Inquisitor é grátis e de fácil instalação. Vale o download. Para quem quer conhecer mais plugins do Safari fica o link do Pimp My Safari.

Acessando seu PC Windows pelo Mac OS

Esse artigo ensina como logar em sua máquina com Windows a partir do Mac OS. Em redes locais isso é muito prático. O software que iremos utilizar é o Remote Desktop Connection (RDC). Faça o download do software (eu escolhi a versão em .bin) e vamos lá.

Fixando o botão voltar em projetos em Flash

Um problema dos hotsites em Flash é a falta da implementação do botão Voltar do navegador. Achar um conteúdo garante uma boa garimpada. O SWFAddress garante, com a ajuda de Javascript, a solução desse problema. No site existe inclusive um demo do projeto, bem interessante.

Ajax a seu favor. E não contra

Usar Ajax desenfreamente por aí pode causar dependência química. O Ajaxonline é um portal sobre o assunto e apresenta uma séria falha, que muitos sites que também usam XMLHttpRequest também apresentam: links obstrusivos. A ‘agilidade’ do uso do Ajax está em re-aproveitar camadas e iframes para substituição de conteúdo, requisitando URLs e enviando formulários, enfim, interagindo com o usuário. O problema está na hora de chamar essas requisições. Ao chamar uma dessa funções pelo atributo href da tag a do HTML (ou simplesmente setando o valor desse atributo para ‘#'), o desenvolvedor esquece que os usuários possuem diferentes formas de interação com o sites.

Pseudo-seletores são legais

Todo mundo lembra do pseudo-seletor :hover, quando quer fazer um simples efeito rollover em um link. Well, o que pouco sabe é que existe outros dois seletores muito bacanas: o :after e o :before. Veja o exemplos: input:before { content:" ";} a:before { content:">";} a:after { content: " (link externo) "; } a:after { content: " (" attr(href) ")"; } O primeiro exemplo coloca um espaço (entidade ) antes do conteúdo do botão.

Modifique seu adminstrador do WordPress

Se para você não basta somente modificar o tema padrão do WordPress, fique sabendo que é possível modificar, sem trabalho algum, o layout do adminstrador do WordPress. Atualmente, tenho usado o Spotmilk, um tema muito bem feito. Já testei também o Tiger, um tema que lembra a interface daquele sistema operacional da turma de Cupertino. Só um detalhezinho: o Tiger não é compatível com o IE. A instalação desses temas é bem simples, bastando somente enviar os arquivos de layout para a pasta wp-plugins.

Por que o Linux não decola?

O Bruno acha que instalar programas no Linux é mais fácil que no Windows. O Elcio, comentou ontem, sobre o avanço do Linux. Então resolvi dar o meu pitaco na história. Conheço Linux já a um bom tempo. Primeira distribuição que vi na minha vida devia ser daqueles Conectivas Guaranis, por volta de 1999. A primeira distro que instalei, num velho K6 que eu tinha, foi o Conectiva 6. De lá pra cá, testei várias distros.

Browser para Windows com engine do Safari

O Safari é um grande conhecido de quem usa Mac OS. Esse browser usa uma máquina de renderização criada pela própria Apple, a Apple Webkit. Paralelo a tudo isso, descobri na última semana o Swift, um browser para Windows que utiliza a mesma engine do Safari.

Browser com Exposé

O Exposé é um recurso encontrado no Mac OS X que permite acessar uma janela aberta com apenas um tecla de atalho. Seria, portanto, um ALT+Tab melhorado (e mais estiloso). Estou falando do Exposé do Mac OS para falar de um browser que também conta com esse recurso: o Shiira. Um browser não muito conhecido, o Shiira é leve e bastante eficiente, prometendo manipular, por exemplo, os Favoritos do Safari e Firefox.

Web2.Oh

Web2.0 é um termo da moda. Hoje, não existem mais sites “em construção” mas sim sites “beta“, “alpha” ou até mesmo “gamma“. Mas o que significa Web2.0? O rótulo “Web2.0” surgiu em 2005, pelas mãos do Tim O’Reilly. A grosso modo, significa reforçar o conceito social da Internet, que seria de troca de informações e colaboração dos usuários, nos mais diversos serviços. É a exaltação da simplicidade e a glorificação do conteúdo.