Posts with the tag mysql

Curiosidade MySQL do dia: senhas em scripts

Sempre que você está executando um script automatizado que usa o MySQL você possivelmente se pergunta como aplicará alguma boa prática para evitar a inserção de senha diretamente no shell. Fiz uma pesquisa rápida sobre o assunto e encontrei duas soluções: 1) Variáveis Você pode usar a variável MYSQL_PWD para armazenar uma senha de conexão com o banco. Exemplo: export MYSQL_PWD=mypassword mysql -h127.0.0.1 -uuser -e "show processlist" No caso acima o mysql está sendo usado sem a opção -p, que é opção utilizada para informar a senha do banco.

mytop, para monitorar seu MySQL

O mytop é um clone do comando top para o MySQL. Ele é usado para monitorar a performance do seu banco, sem precisar de softwares caros, complexos ou pesados. Ele é escrito em Perl e abaixo está um mini-roteiro de como instalá-lo – no meu caso, Mac OS Mountain Lion. Antes de compilar o mytop é necessário instalar o pré-requisito DBD-Mysql. No terminal, digite: perl -MCPAN -e 'shell' Em seguida, execute:

Alternativas ao PHPMyAdmin

O PHPMyAdmin é quase uma unanimidade em gerenciadores de banco de dados MySQL. Mas existe vida além dele. Vamos lá: SQL Buddy O SQL Buddy é uma alternativa bacana, com bonita interface e traduzido para vários idiomas, incluindo português. Adminer Já o Adminer é um app em php feito em 1(!) único arquivo. Possui diversas traduções (nenhuma ainda em português) mas é altamente indicado o mantermos em nossos servidores para uma rápida manutenção.

Descubra de onde vem seus usuários com SQL

Tenho no autosimulado algumas queries para acompanhar a evolução dos usuários do site. Periodicamente, vejo o número de usuários criados dia-a-dia no site e o número de testes realizados por esses usuários. Relacionado as essas queries, vi uma interessante consulta para agrupar o número de usuários por domínio de email, através da função substring. Confira: SELECT COUNT(*) AS Total, SUBSTRING_INDEX(email, '@', -1) AS Domain FROM users GROUP BY SUBSTRING_INDEX(email, '@', -1) ORDER BY COUNT(*) DESC LIMIT 10; O resultado, quando aplicado ao banco de dados do autosimulado: